Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘janta’

Gaúcha globalizada

Um china lá de Uruguaiana... Eita!

Essa noite foi mais tranquila, conseguí dormir até às 7 da manhã. Ainda sobrou tempinho para escrever.

Ontem foi corrido, e as refeições também foram constantes e diversas!
Pra ir em tanto restaurante, foram 3 andadas de taxi. Já tinha lido sobre o trânsito na China, mas nada como estar nele. Foram mais de 5 sustos, daqueles de quase gritar e suspirar fundo. No Brasil, parte-se do princípio que o trânsito é uma passagem de carros, ordenada e organizada. Tudo bem que em alguns lugares para andar na rua é um caos, mas… nada se compara a China!!!! É carro vindo de todos os lados, cruzando na frente, atrás, fazendo retornos, biclicletas motorizadas buzinando a todo momento, na rua ou na calçada. Não há regras. E dá-lhe sustos!!

O almoço foi no restaurante “GAÚCHO”, dá para acreditar? Muito bem, lá dava para saborear picanha (muito boa, por sinal!), filé, ovelha, porco……. CAMELO (!) e camarão enrolado com bacon! Esses últimos espetos ficaram por conta e risco do assador, hehe. Mas eu experimentei, carne de camelo era bem gostosa, sabor bem acentuado, um tanto forte. No telão, tocava o dvd do Tchan, lembram??? (a nova loira do tchan é linda, deixa ela entrar, e assim por diante). Não ajudou muito a fazer a digestão, hehe. De sobremesa, o bom sempre adorado pudim. Não tão doce, mas bem gostosinho. Os garçons estavam o máximo. Todos a caráter – pilchados. Quase fiquei por ali procurando meu vestido de prenda. Uma suspresa e tanto ir num restaurante desses na China.

A noite, uma nova surpresa. Uma refeição para ser saboreada sem pensar muito como se está comendo. No centro da mesa, uma grande cumbuca de ferro, no formato do símbolo ying yang, com um líquido quente, como se fosse uma sopa dentro. Pede-se as comidas (pedido sempre feito pelos nossos colegas de escritório chineses) e, assim que chegam (carnes, batatas, alface!, espinafre!!, bolinhos de carne, tofu), são colocados aos poucos dentro da sopa. Qualquer um pode pegar a comida (com o seu hashi) e colocar dentro daquela sopa. Essa é a parte disgusting. Você come com o hashi, põe comida crua na sopa com o hashi, pega a comida pronta com o hashi. Diversificação das babas. Parei pra pensar, e fazemos mais ou menos isso em Gramado, comendo fondue de chocolate. Foi a maneira de conseguir encarar a janta.

Passado isso voltamos a pé, e novas aventuras na rua. Não fosse meus colegas por perto, teria sido atropelada por mais de uma daquelas bicicletas motorizadas.

Read Full Post »