Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘shangai’

Turnê

Expo Shanghai

Foram 4 dias de andança: Xiamen, Ningbo, Shanghai e finalmente de volta a Shenzhen.

Xiamen foi rapidinho, visita a fornecedor e à noite encontrei a noivinha chinesa. Mais tarde, voltei na entrada do hotel para ver o status do casamento, não havia mais sinais.

Nosso colega chinês explicou que quando o casamento é arranjado, a guria e o guri são introduzidos pelos pais e a partir de então vão se conhecendo. Eu perguntei e se eles não se gostarem? “Se não gostar, então não precisa casar”. Ele já namora há quase 10 anos. Nesse caso, ele gostou.

Em todos os lugares, preciso pedir comida sem pimenta, ou não consigo terminar a refeição. Até KFC tem os lanches super apimentados. Descobri que de fato pedir coca cola é uma missão quase impossível. A primeira vez, o garçom saiu para comprar em um bar próximo, na segunda não tinha. Ponto. Tenho que tomar chá, muitas vezes com gosto apenas de água quente, ou morna. Você nem precisa pedir, eles já te servem a bebida mais popular por aqui.

Em Ningbo fizemos inspeção de alguns produtos. Depois almoço com fornecedor. É uma forma de status, não sei, mas as refeições com fornecedores são sempre gigantes, todos os pratos pedidos por ele.

Nessa de comer e comer, no domingo acabei sofrendo o mal da China, uma hora todas aquelas comidas não iriam fazer bem. Ao menos, só fiquei mal a noite, tinha aproveitado o dia visitando a Expo Shangai. Achei que na Expo iríamos encontrar produtos, fornecedores, inovação, afinal era uma feira de “sustentabilidade”. No Stand do Brasil, telas enormes passando jogos de futebol.

Ok.

Depois não sabemos por que motivo nosso país é apenas conhecido pelo carnaval e futebol,  acho que o Brasil só faz questão de mostrar isso lá fora. Ah, para não mentir, num cantinho do Stand tinha uma plaquinha da Vale (do Rio Doce). O stand da China, claro, era o maior e mais imperial. Construção belíssima e bem arrojada – passeando por ele, me sentia na Disney.

100 andares

Descobri uma China de contrastes, pude ver um pouco de pobreza. De Ningbo para Shangai, fomos de trem. Fico indignada ao lembrar que no Brasil temos que ir de ônibus, avião ou dirigir em estradas horríveis para chegar em qualquer lugar. Eu, que moro a 600km da minha família sei bem o que é isso. O trem alcança uma velocidade agradável de 180km/h. Chegamos ao destino em 3h. O trem é bonito, por dentro lembra um avião, com poltronas quase que confortáveis. Pela janela, dá para ver um pouco do interior: muitos condomínios com inúmeras casas ou prédios, mini terrenos que parecem ser muito pobres, com mini casas e mini plantações de muitas coisas: arroz, verduras, parreiras, e mini pessoas trabalhando nelas, rs. Isso porque me sinto uma gigante aqui, todo mundo está na altura do meu peito. Quase não nem arrisco a entrar nas lojas de roupa, com medo que tudo fique muito pequeno. Mesmo assim, encontro uma promoção de casacos (70%!) e insisto em comprá-los.

Anúncios

Read Full Post »